Montalegre e a Serra do Larouco
Home > Notícias > Volta > Montalegre e a Serra do Larouco
Volta
Montalegre e a Serra do Larouco
14:30 - 08 agosto, 2019

É uma subida fantástica estreada na Volta há cinco anos

Partilha este artigo

São pouco mais de nove quilómetros sempre a subir com uma paisagem deslumbrante, se as condições meteorológicas assim o permitirem. Em 2014, a crónica da etapa que terminou em Montalegre  rezava assim:

“…nos últimos quilómetros, até atingir o segundo ponto mais alto de Portugal continental, situado na região transmontana, o inverno mais rigoroso tomou conta da 76ª Volta a Portugal e só palavras não descrevem completamente a intempérie que se abateu sobre a corrida, daí que o novo líder se referisse a um dia épico.

“É uma daquelas etapas que ajudam as pessoas a compreender melhor e a valorizar o esforço que nós, ciclistas, fazemos. Foi um dia com muito vento, frio e chuva. Tive sempre a preocupação de me alimentar e ter a roupa seca” , desabafou Gustavo Veloso da OFM-Quinta da Lixa

Apesar da Amarela ser de Veloso, o trunfo foi do espanhol David Belda da Burgos/B ao comprovar no topo do Larouco as características de trepador. Venceu com 12 segundos de vantagem sobre Ricardo Mestre da Efapel/Glassdrive e Gustavo Veloso. A chuva batida a vento e o nevoeiro impediram a realização da cerimónia de pódio pelo que os heróis da mítica tirada vão receber os aplausos e os beijos da vitória apenas na partida de amanhã.”

Foi assim em 2014 e hoje?

Castelo de Montalegre

Antes de subir para o segundo ponto mais alto de Portugal Continental, o pelotão vai observar no coração da vila o Castelo de Montalegre, importante ponto de defesa medieval das tropas de Castela. Começou a ser construído por volta de 1270 por indicação do rei D. Afonso III, mas as obras estenderam-se pelo menos até 1330 durante o reinado de D. Afonso IV. O local onde “nasceu” apresenta testemunhos de uma ocupação remota, provavelmente com um castro pré-histórico. Terá sido depois ocupado pelos romanos, visigodos, muçulmanos voltando à posse cristã a partir do século VIII. Atualmente está classificado como Monumento Nacional.

Notícias Relacionadas
Categorias
Ver todas
Destaques
Ver todos
15:40 - 03 agosto, 2019
13:00 - 03 agosto, 2019
12:20 - 03 agosto, 2019