6ª Etapa
Home > Etapas > 6ª Etapa
6ª Etapa / Sernancelhe - Boticas / 165.4 km / 8 agosto
Menu
Cidade Partida
Cidade Chegada
Mapa
Percurso
Altimetria
Partida e Chegada
Directo
Galeria
Media
Comunicados
Apresentação 6ª Etapa
Sernancelhe

Sernancelhe é terra de história, de património e de tradição. É a terra de Aquilino Ribeiro, do Santuário da Lapa e da Castanha. É um território extenso, de montanha, onde na linha do horizonte avista-se o Marão e a Estrela. No fundo do vale, é o rio Távora que domina a paisagem, serpenteando, apressado, a caminho do Douro. Abençoada pela natureza, Sernancelhe distingue-se como “Terra da Castanha”. Séculos de ligação ao castanheiro moldaram a paisagem das aldeias e das encostas. Soutos frondosos e manchas centenárias da variedade Martaínha, como a Seara, no sopé de Nossa Senhora de Ao Pé da Cruz, são referência no país. É por aqui que passam os trilhos do BTT e do pedestrianismo, como que seguido as passadas dos caminheiros de Santiago que por ali alcançavam a Vila de Sernancelhe depois de ultrapassada a Ponte do Abade com as suas albergarias e o Mosteiro da Ribeira. Quase nove séculos de história colocam Sernancelhe entre as terras mais antigas do País. Antiguidade patente na Igreja Românica, do séc. XII,com o seu arco de volta perfeita, exibindo dois grupos escultóricos inscritos em nichos onde pontua o peregrino Apóstolo Santiago. Terra de fé e terra de pastores, aqui nasceu o escritor Aquilino Ribeiro, autor do livro “Estrada de Santiago”. A quase mil metros de altitude, no planalto, ergue-se o Santuário da Lapa, um dos mais antigos da Península Ibérica, e que guarda uma das mais belas páginas da difusão do culto no País e no Mundo, sendo indelével a marca deste lugar na evangelização das nações aquando dos Descobrimentos.

 

A visitar

O Santuário de Nossa Senhora da Lapa, com o Colégio, Casa da Câmara e Cadeia, o Convento de Nossa Senhora da Assunção, o Recolhimento de Nossa Senhora do Carmo, em Freixinho, o Pátio Aquilino Ribeiro, o Centro Histórico de Sernancelhe, com a igreja Românica do séc.XII, a aldeia de Fonte Arcada, a Casa da Loba e o Relógio, as graníticas serras da Lapa e da Zebreira, os miradouros da Senhora de Ao Pé da Cruz e Senhora das Necessidades e as aldeias ribeirinhas de Vila da Ponte, Freixinho e Faia.

 

Gastronomia

A identidade gastronómica do concelho afirma-se nos produtos e nos rituais próprios dos territórios de montanha. É a matança do porco que tempera os sabores da gastronomia regional. Os torresmos, a carne entremeada, as fêveras assadas e o fígado frito com batata cozida são os pratos eleitos, assim como o fumeiro: morcelas, farinheiras, moiras, chouriças e salpicões. Peixinhos do rio em molho de escabeche, acompanhados de pão da Lapa, são petisco único. O bacalhau assado no forno, o cabrito à Flora são iguarias igualmente reconhecidas. Nos conventos e mosteiros tiveram origem dois dos mais apreciados exemplares da doçaria sernancelhense: fálgaros de Tabosa do Carregal e as cavacas de Freixinho. Em plena capital da castanha, este fruto tem honras de rainha. É utilizado na cozinha como complemento alimentar, mas, em tempos substituiu a batata. Cozidas, assadas, em pudim ou em compota, são múltiplas as formas de saborear a castanha de Sernancelhe, estando cada vez mais presente no dia a dia dos habitantes locais.

Boticas

Localizado a Nordeste de Portugal, no Distrito de Vila Real, Alto Trás-os-Montes, o concelho de Boticas é terra de legados, quer naturais, quer históricos. Envolvido por montes e serras de beleza natural indescritível, o concelho conserva várias centenas de moinhos seculares, ruínas dolménicas, alguns marcos milenares romanos, uma grande variedade de construções sacras e ruínas de fortificações castrejas.

Além de património histórico e cultural, os moinhos e os castros são também hoje uma potencialidade turística valiosa para o concelho. O município tem procurado uma estratégia de desenvolvimento de um turismo de qualidade, não agressor nem invasor do território, mas complementar da proteção paisagística e arquitetónica preconizadas para o concelho. Nesse sentido, a Câmara Municipal tem desenvolvido projetos de criação, recuperação e valorização do património cultural e arquitetónico, de forma a criar um conjunto de atividades diversificadas que contribuam de forma sustentada par o desenvolvimento local e regional.

Também a oferta gastronómica, à qual se associam de imediato a vitela barrosã, o famoso cozido à moda do Barroso, os enchidos, o presunto e o “Vinho dos Mortos”, tem sido uma enorme fonte de turismo para a região, atraindo diversos visitantes.

Entre locais de visita obrigatória no Concelho contam-se o Parque de natureza e Biodiversidade, o Parque Arqueológico do Vale do Terva, o Centro Europeu de Documentação e Interpretação da Escultura Castreja, o Centro de Artes Nadir Afonso e o Museu Rural de Boticas – Pólo do Ecomuseu de Barroso.

Mapa
Percurso
Alt. Percurso / Parcours » Km Km » 38 km/h 40 km/h
Concentração/Rassemblement: Sernancelhe - junto Exposalão 10:50 10:50
Partida Simbólica / Départ Fictif: Sernancelhe - junto ao Exposalão 6.5 12:55 12:55
À esq. p/ Penedono, N229, À esq. p/ Sernancelhe, Av. das Tílias, À dta. p/ Av. das Tílias, À esq. p/ Rua Sta. Cruz, À dta. p/ Rua do Colégio, À dta. p/ Rua do Colégio, Misericórdia de Sernancelhe, À esq. p/ Av. das Tílias, Rua do Mercado, M506, À dta. p/ Vila da Ponte, Rua do Mártir, Rua Direita, Rotunda em frente p/ Ponte s/ Rio Távora, À dta. p/ Lamego, N226
562 Partida Real / Départ Réel: N226 (junto à placa final localidade - Vila da Ponte) 0 165.4 13:10 13:10
585 Penso 1.2 164.2 13:11 13:11
587 A-de-Barros 2.9 162.5 13:14 13:14
585 Concelho de Moimenta da Beira 3.4 162 13:15 13:15
582 Prados de Baixo 3.9 161.5 13:16 13:15
591 Vila de Rua, N226 5.4 160 13:18 13:18
690 Rotunda em frente - Moimenta da Beira (placa) 10.2 155.2 13:26 13:25
682 Em frente p/ Av. 25 de Abril 11.2 154.2 13:27 13:26
682 Meta Volante - Moimenta da Beira 11.6 153.8 13:28 13:27
708 Rotunda em frente p/ Lamego, N226 12.3 153.1 13:29 13:28
690 Rotunda em frente p/ Lamego 12.9 152.5 13:30 13:29
679 Rotunda em frente p/ Lamego-Alto da portela 13.5 151.9 13:31 13:30
690 Leomil 15.1 150.3 13:33 13:32
816 Arcas 20.6 144.8 13:42 13:40
819 Granjinha 22 143.4 13:44 13:43
733 Pacô 24.1 141.3 13:48 13:46
745 Granja Nova, N226 26.1 139.3 13:51 13:49
604 Almodafa 29.6 135.8 13:56 13:54
555 Alvarinho 30.6 134.8 13:58 13:55
494 Ponte Nova 31.8 133.6 14:00 13:57
477 Dalvares 32.5 132.9 14:01 13:58
490 Rotunda (Castro Rei) em frente-Tarouca 33 132.4 14:02 13:59
546 Rossas 34.8 130.6 14:04 14:02
584 Rotunda em frente-Barroncal (placa) 36.5 128.9 14:07 14:04
575 Britiande 38 127.4 14:10 14:07
555 Rotunda (Hospital) em frente p/ Lamego, N226 41.4 124 14:15 14:12
526 Rotunda (Hipermercado) em frente p/ Lamego, N226 41.9 123.5 14:16 14:12
506 Rotunda à esq. p/ Lamego 42.3 123.1 14:16 14:13
460 Ponte s/ Rio Balsemão 42.9 122.5 14:17 14:14
502 Em frente p/ Rua de Cardoso Avelino 43.4 122 14:18 14:15
492 Rotunda em frente p/ Régua, N2 44 121.4 14:19 14:16
490 Rotunda em frente p/ Régua, N2 44.1 121.3 14:19 14:16
471 Rotunda em frente p/ Régua, N2 45.6 119.8 14:22 14:18
454 Souto Covo 46.3 119.1 14:23 14:19
400 Sande 48 117.4 14:25 14:22
261 Ponte - Quintião (placa) 51.3 114.1 14:31 14:26
78 Ponte s/ Rio Varosa 55.6 109.8 14:37 14:33
80 Rotunda à esq. p/ Régua 55.9 109.5 14:38 14:33
78 Ponte s/ Rio Douro 56 109.4 14:38 14:34
78 Peso da Régua, rotunda à dta. p/ Vila Real, N2 56.3 109.1 14:38 14:34
97 Rotunda à esq. p/ Vila Real, N2 Início subida / Début col 56.6 108.8 14:39 14:34
179 Rotunda em frente p/ Vila Real 57.8 107.6 14:41 14:36
198 À dta. p/ Vila Real 58.3 107.1 14:42 14:37
252 Concelho de Stª Marta de Penaguião 59.6 105.8 14:44 14:39
292 S. João de Lobrigos 60.4 105 14:45 14:40
312 PM 3ª cat. / Col 3ème cat. - S. João de Lobrigos 60.8 104.6 14:46 14:41
275 S. Miguel de Lobrigos 62.5 102.9 14:48 14:43
266 Rotunda em frente - Stª Marta de Penaguião (placa) 63.1 102.3 14:49 14:44
245 Rotunda em frente p/ centro, N2 63.8 101.6 14:50 14:45
244 Caves Santa Marta 64.4 101 14:51 14:46
264 Sever 64.7 100.7 14:52 14:47
260 Rotunda em frente, N2 64.9 100.5 14:52 14:47
147 Ponte s/ Rio Aguilhão 67.3 98.1 14:56 14:50
163 Cumieira Início subida / Début col 67.8 97.6 14:57 14:51
196 Pousada da Cumieira 68.4 97 14:58 14:52
270 Covêlo 69.9 95.5 15:00 14:54
390 Cumieira 72.5 92.9 15:04 14:58
442 PM 3ª cat. / Col 3ème cat. - Cumieira 73.5 91.9 15:06 15:00
446 Ponte s/ Rio Sordo 75.4 90 15:09 15:03
465 Parada de Cunhos 77.7 87.7 15:12 15:06
415 Rotunda em frente p/ Vila Real, N2 78.6 86.8 15:14 15:07
367 Vila Real - Ponte 79.6 85.8 15:15 15:09
416 Rotunda à dta. p/ centro, Rua Miguel Torga 80.6 84.8 15:17 15:10
434 Rotunda em frente p/ centro, Largo Conde de Amarante 80.9 84.5 15:17 15:11
435 Rotunda em frente p/ centro, Av. 1º de Maio, N2 81 84.4 15:17 15:11
436 Semáforos em frente, Av. 1º de Maio, N2 81.5 83.9 15:18 15:12
445 Meta Volante - Vila Real (junto ao Comando GNR) 81.7 83.7 15:19 15:12
445 Rotunda em frente, Av. Aureliano Barrigas, N2 81.8 83.6 15:19 15:12
452 Rotunda em frente, Av. Aureliano Barrigas, N2 82.1 83.3 15:19 15:13
453 Rotunda (Regimento) em frente p/ Chaves, N2 83 82.4 15:21 15:14
471 Rotunda em frente p/ Chaves 83.5 81.9 15:21 15:15
472 Rotunda em frente p/ Chaves 83.6 81.8 15:22 15:15
504 Calçada 84.8 80.6 15:23 15:17
577 Gravelos 87 78.4 15:27 15:20
589 Escariz 88.5 76.9 15:29 15:22
598 Ponte s/ Rio de Soutelo 90.9 74.5 15:33 15:26
629 Benagouro 91.4 74 15:34 15:27
663 Rotunda em frente p/ Chaves, N2 92.7 72.7 15:36 15:29
700 Vilarinho de Samardã 93.7 71.7 15:37 15:30
727 Covêlo 97.1 68.3 15:43 15:35
728 Concelho de Vila Pouca de Aguiar 97.6 67.8 15:44 15:36
690 Vila Chã 99 66.4 15:46 15:38
676 Carrica 99.9 65.5 15:47 15:39
678 Rotunda em frente p/ Vila Pouca 102.3 63.1 15:51 15:43
719 Vila Pouca de Aguiar 106.9 58.5 15:58 15:50
714 Rotunda em frente p/ centro, Rua Comendador Silva Abertura Abastecimento / Zone Ravitaillement 107.1 58.3 15:59 15:50
738 À dta. p/ Av. Gen. Humberto Delgado 108.2 57.2 16:00 15:52
748 À esq. p/ Chaves, N2 108.3 57.1 16:01 15:52
753 Em frente p/ Chaves, N2 108.5 56.9 16:01 15:52
746 Rotunda em frente p/ Chaves, N2 108.7 56.7 16:01 15:53
734 Rotunda à dta. p/ Chaves, N2 108.8 56.6 16:01 15:53
695 Nuzedo 110.6 54.8 16:04 15:55
668 Sampaio 111.6 53.8 16:06 15:57
646 Vila Meã 112.4 53 16:07 15:58
615 Pedras Salgadas 113.5 51.9 16:09 16:00
586 Rotunda (Torneira) em frente p/ Chaves, N2 115.1 50.3 16:11 16:02
566 Sabroso de Aguiar, rotunda em frente p/ Vidago 117.9 47.5 16:16 16:06
407 Oura 123.4 42 16:24 16:15
365 Vidago, N2 124.9 40.5 16:27 16:17
347 Ponte s/ Rio de Oura 126 39.4 16:28 16:19
358 Rotunda em frente p/ Chaves, N2 126.4 39 16:29 16:19
362 Meta Volante - Vidago 126.7 38.7 16:30 16:20
369 Rotunda em frente p/ Chaves, N2 127 38.4 16:30 16:20
385 Rotunda em frente p/ Chaves, N2 127.6 37.8 16:31 16:21
390 À esq. p/ Boticas, N311 128 37.4 16:32 16:22
328 Ponte s/ Rio Tâmega Início subida / Début col 129.2 36.2 16:34 16:23
389 Freguesia de Pinho, N311 130.9 34.5 16:36 16:26
593 Pinho 135.6 29.8 16:44 16:33
641 PM 3ª cat. / Col 3ème cat. - Pinho 136.7 28.7 16:45 16:35
490 Ponte s/ Rio Terva 140 25.4 16:51 16:40
488 Rotunda em frente p/ Boticas (placa) 140.2 25.2 16:51 16:40
492 Rotunda à dta. p/ Chaves 141.7 23.7 16:53 16:42
498 Rotunda à esq. p/ centro, Av. de Chaves 142.3 23.1 16:54 16:43
500 Av. de Chaves 1ª passagem pela Meta / 1ère passage pour l 142.7 22.7 16:55 16:44
502 Em frente p/ Rua 5 de Outubro 142.9 22.5 16:55 16:44
510 Rotunda (Bombeiro) à esq. p/ Hotel, Rua Gomes Monteiro 143.3 22.1 16:56 16:44
512 Rotunda à esq. p/ Chaves, R311 143.5 21.9 16:56 16:45
492 Rotunda à dta.p/ Torneiros - Miradouro Início subida / début col 143.8 21.6 16:57 16:45
552 À dta. p/ Torneiros 144.4 21 16:58 16:46
820 Pela esq. p/ Torneiros 147.3 18.1 17:02 16:50
836 Torneiros à dta. 147.6 17.8 17:03 16:51
892 PM 1ª cat. / Col 1ère. Cat. - Torneiros 148.8 16.6 17:04 16:53
806 À dta. p/ Carreira de Lebre, N312 150 15.4 17:06 16:55
773 Rotunda à dta. p/ Boticas, R311 151.4 14 17:09 16:57
774 À esq.p/ Beça, M529 151.7 13.7 17:09 16:57
810 Beça 152.5 12.9 17:10 16:58
864 À dta. p/ Boticas-Sapiãos, N103 156.7 8.7 17:17 17:05
623 Sapiãos 161.6 3.8 17:25 17:12
593 À dta. p/ Boticas, N312 162.1 3.3 17:25 17:13
502 Separadores em frente, Boticas (placa) 164.9 0.5 17:30 17:17
498 Rotunda à dta. p/ Av. de Chaves 165 0.4 17:30 17:17
500 Meta Final / Arrivée: Boticas - Av. de Chaves 165.4 0 17:31 17:18
Altimetria
Partida
Chegada
Actualizar
Foto do Dia
Partilha a foto
Galeria
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Partilha a foto
Vídeos da 6ª Etapa
Vídeo 6ª Etapa

Domingos Gonçalves bem se tem mostrado nesta 80ª Volta a Portugal Santander com ataques que tanto o caracterizam, mas foi em Boticas, no fim da sexta etapa, esta quarta-feira, que finalmente conseguiu concretizar uma intenção muito particular e um dos objectivos da Radio Popular-Boavista: vencer uma etapa na prova que mais visibilidade dá às equipas nacionais.

Audio
Declaração áudio de Raúl Alarcón
Declaração áudio de Domingos Gonçalves